Todos os posts de Paulo Henrique - Idealizador do Blog

Venda de imóveis aumenta 17,3% no segundo trimestre do ano

Foram vendidas 29,9 mil unidades entre abril e junho. Em relação ao mesmo trimestre do ano passado, a alta foi de 32,1%

5c44da43-3437-457f-9b07-101f3ae73635.jpg

O mercado imobiliário brasileiro tem dado sinais de melhora, mostram dados divulgados nesta segunda-feira (20/8) pela Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC) em parceria com o Senai. Nos últimos três meses terminados em junho, as vendas aumentaram 17,3%, na comparação com o trimestre imediatamente anterior. Em relação ao mesmo trimestre do ano passado, a alta foi de 32,1%.

Foram vendidas 29,9 mil unidades entre abril e junho, de forma que o estoque total de imóveis disponíveis caiu para 124,7 mil. Seria possível escoar esse contingente em 12 meses, levando em conta a média mensal de vendas do próprio trimestre, se nenhum outro imóvel fosse ofertado no período. Um ano atrás, seriam necessários sete meses a mais. O pior trimestre para a comercialização de imóveis foi o quarto de 2016, quando o estoque era de 21 meses.
O Sul foi a única região com queda na venda de imóveis, embora de apenas 1,1%. Nas outras, as que mais apresentaram alta foi o Norte, com 40,7% a mais, e o Nordeste, com 34,7%. As vendas no Sudeste cresceram 16,4% e, no Centro-Oeste, 6,7%. De cada 100 imóveis vendidos na cidade de São Paulo, 40 foram do programa Minha Casa, Minha Vida.
Pelos números do CBIC, também é possível notar mais dinamismo no mercado imobiliário. O número de lançamento de imóveis mais que dobrou em relação ao primeiro trimestre do ano. Foram lançadas 24,5 mil unidades de abril a junho, contra 11,6 mil nos três meses anteriores.
As vendas foram maiores que os lançamentos, mas ainda insuficientes para repor o que está sendo vendido. A CBIC projeta que os lançamentos aumentarão entre 5% e 10% até o fim do ano, na comparação com 2017. As vendas devem crescer de 10% a 20%

Sucesso: Dez atitudes para lá chegar.

sucesso.jpg

Seja o que for que deseja melhorar na sua vida, ter uma ação correta é o caminho. Nos estudos, no trabalho ou na sua vida pessoal, fazer os seus planos e aprender com os erros são factores fundamentais para conseguir o que deseja.

Sabe qual a forma de conseguir isso? Conheça 10 atitudes que te ajudam a alcançar o sucesso.

Lembre-se sempre das suas vitórias

Lembrar-se de tudo o que já conquistou até hoje na sua vida é importante. Isso não vai deixar-te desanimado e impedede desistir. Lembre que mesmo com as adversidades da vida é possível atingir os seus objetivos. E isso não será diferente das suas próximas metas. Se esforce.

Tenha planos e objetivos

Alcançar o que quer só é possível se isso estiver claro na sua mente. Então é muito importante que faça planos claros sobre como atingir as suas metas. Isso facilitará, inclusive, o acompanhamento dos seus resultados.

Faça coisas que lhe agradem.

É lógico que fazer o que gosta te dará motivação. O seu desempenho vai depender daquilo que escolherá seguir. Isso facilitará também para analisar os seus desempenhos e impedir que erre e prejudique o seu desempenho pessoal.

É bom aprender com os erros

Não podemos esquecer que erros são parte do processo. E isso não pode ser motivo para nos frustrar ou desanimar. Nesses casos é muito importante ver o que é possível aprender com os erros e melhorar o nosso desempenho.

Seja produtivo

O sucesso, em qualquer área, depende do nosso desempenho e das nossas atitudes. Por isso temos de esforçar na nossa produção e desempenho.

Acompanhe o seu desempenho

Muito importante acompanhar e registrar cada passo nesta sua trajectória. Acompanhar esse progresso é importante para saber o que tem funcionado e o que pode ser adaptado. Ao longo do tempo é possível fazer uma boa regulação de tudo.

Não deixe de comunicar

Saber manifestar o que pensa e comunicar com as pessoas de forma eficiente é essencial para as pessoas que desejam alcançar o sucesso. Então não deixe de treinar a sua capacidade de articular as suas ideias.

Acredite em si e na sua capacidade

Sem coragem e confiança não chegará muito longe. Então é importante acreditar na sua capacidade. Isso dará mais força, energia, confiança e coragem para atravessar as adversidades.

Se precisar de mudar, não tenha medo disso

As mudanças fazem parte da vida. Então deverá saber lidar com elas. Precisará de lidar com diferentes pessoas, diferentes cargos e chefias. Numa carreira de sucesso, passará por diferentes posições e não deve temer isso.

Peça ajuda quando precisar

Quando encontrar dificuldades, coisas que não possa resolver sozinho, não tenha medo de pedir ajuda. Pedir ajuda, quando necessário, não é motivo de vergonha. Isso poderá fazer com que resolva os seus problemas mais rapidamente.

Independente da área da sua vida que queira melhorar, saber como agir corretamente é a chave para conseguir o sucesso em todas elas.

Artigo publicado originalmente no  Portal do Budismo 

SOBRE O APRENDIZADO E OS BONS RELACIONAMENTOS

amigos.jpeg

Somente hoje fui a loja que eu trabalhava para dar baixa na minha carteira…não deu pra rever todo mundo que eu gosto…infelizmente…algumas dessas pessoas vou levar pra sempre em minhas memórias…algumas por serem verdadeiramente leais e queridas…outras por apenas terem me ensinado a ser uma pessoa melhor…algumas até me fizeram ser um pouco mais cauteloso, mesmo quando me decepcionei…só sei que valeu a pena!

Saí de lá com a certeza que TUDO PASSA …sejam as coisas boas ou ruins…TUDO PASSA NESTA VIDA …quando saímos de uma empresa, deixamos tudo para trás…ou quase tudo, pois carregamos 2 coisas valiosas em nossa bolsa quando esvaziamos as gavetas:

O APRENDIZADO E OS BONS RELACIONAMENTOS…

Ai de daquele que só carrega seus pertences materiais!

No trabalho, assim como na vida, algumas pessoas se aproximam da gente por interesse e outras por simples afinidade …sem pretensão …

Felizes são os que sabem distinguir
quem é quem nesta trajetória…!

FAÇA QUALQUER COISA BEM FEITA E NÃO DE QUALQUER JEITO

bem feito.jpg

FAÇA QUALQUER COISA BEM FEITA E NÃO DE QUALQUER JEITO…

 
Passei meu dia hoje conversando com algumas pessoas fantásticas…eu só dedico meu tempo pra conversar se for com gente mais inteligente que eu…gente que me faz aprender alguma coisa…gente que vai me ajudar construir alguma coisa positiva e que me faça ser uma pessoa melhor…sinceramente, de gente pessimista e negativa eu corro e quero distância …
 
Uma das resenhas foi sobre fazer qualquer coisa bem feita…pois nunca sabemos ao certo como o resultado da nossa tarefa será avaliado no final…me recordei desta parábola muito interessante…
 
Um velho carpinteiro estava pronto para se aposentar. Ele informou ao chefe seu desejo de sair da indústria de construção e passar mais tempo com sua família. Ele ainda disse que sentiria falta do salário, mas realmente queria se aposentar. A empresa não seria muito afetada pela saída do carpinteiro, mas o chefe estava triste em ver um bom funcionário partindo e ele pediu ao carpinteiro para trabalhar em mais um projeto como um favor. O carpinteiro concordou, mas era fácil ver que ele não estava entusiasmado com a ideia.
 
Ele prosseguiu fazendo um trabalho de segunda qualidade e usando materiais inadequados. Foi uma maneira negativa de terminar a carreira. Quando o carpinteiro acabou, o chefe veio fazer a inspeção da obra. Depois ele deu a chave da casa para o carpinteiro e disse: “Essa é sua casa. Ela é o meu presente para você”. O carpinteiro ficou muito surpreso. Que pena! Se ele soubesse que ele estava construindo sua própria casa, teria feito tudo diferente.
 

Moral da história: a vida é um projeto que você mesmo constrói.

 
Construa com sabedoria!

COMO TRABALHAR SUA MARCA PESSOAL PODE AJUDAR NA CARREIRA?

IMAGEM

Você sabe como usar da melhor forma possível sua marca pessoal para se destacar e se diferenciar no mercado de trabalho? De acordo com Ilana Berenholc, especialista em Personal Branding, as empresas, já há muito tempo, deixaram de ser instituições paternalistas.

Hoje, é o profissional que tem que zelar pelo próprio desenvolvimento e saber comunicar de que forma gera valor. “É importante ter o controle de como se é percebido, trabalhando essa percepção no sentido de ser identificado como um especialista qualificado e atualizado, pronto para qualquer demanda ligada ao seu universo de trabalho”, ressalta.

E é aí que a gestão da marca pessoal entra. Ela parte de uma investigação profunda do profissional, para uma compreensão dos principais atributos que o tornam único e que o posicionam e o diferenciam das outras pessoas. Nele, respondemos a 3 perguntas: Quem você é; O que você faz; Qual o seu diferencial, ou como você cria valor para o seu público.

A especialista explica que isso permite comunicar-se com clareza a respeito de quem você é e o que tem a oferecer. Como benefício, ajuda a estabelecer metas e objetivos profissionais para impulsionar a carreira; fortalecer a imagem, diferenciar-se da concorrência e inspirar confiança e credibilidade. “Isso vale para quem está começando e para quem já está há tempos no mercado”, ressalta. Ilana listou 5 princípios básicos para o gerenciamento da marca pessoal.

A gestão da marca pessoal é baseada em autenticidade: não criamos uma marca – nós a gerenciamos. Não se trabalha com uma imagem pretendida, mas sim com quem a pessoa é na sua essência.

Marca pessoal não é sobre você, mas sim sobre o valor que você traz na interação com outros: gerenciar a marca fundamental se baseia, principalmente, em saber a forma que você “deixa uma marca” nas pessoas com quem se relaciona.

A gestão de marca pessoal não é algo temporário: ela exige um trabalho constante, com metas de curto, médio e longo prazo.

Não comece de trás para a frente. Personal Branding não se resume à visibilidade: o que quero dizer é que muitos pensam que se trata apenas de postar nas redes sociais. Isso faz parte, mas é uma das etapas finais do processo. Antes de tudo, é preciso fazer uma investigação profunda sobre quem você é para, depois, alinhar todas as suas ações a quem você é e seus objetivos.

Cuidado com múltiplas personalidades: você deve zelar para que a experiência que as pessoas têm de você no mundo offline é a mesma que elas têm no mundo online. Deve haver coerência.

Fonte: Revista Melhor

%d blogueiros gostam disto: