Tag #segundo trimestre #mercado imobiliário #2018 #aumento #imóveis #venda Sem Comentários

Venda de imóveis aumenta 17,3% no segundo trimestre do ano

Foram vendidas 29,9 mil unidades entre abril e junho. Em relação ao mesmo trimestre do ano passado, a alta foi de 32,1%

5c44da43-3437-457f-9b07-101f3ae73635.jpg

O mercado imobiliário brasileiro tem dado sinais de melhora, mostram dados divulgados nesta segunda-feira (20/8) pela Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC) em parceria com o Senai. Nos últimos três meses terminados em junho, as vendas aumentaram 17,3%, na comparação com o trimestre imediatamente anterior. Em relação ao mesmo trimestre do ano passado, a alta foi de 32,1%.

Foram vendidas 29,9 mil unidades entre abril e junho, de forma que o estoque total de imóveis disponíveis caiu para 124,7 mil. Seria possível escoar esse contingente em 12 meses, levando em conta a média mensal de vendas do próprio trimestre, se nenhum outro imóvel fosse ofertado no período. Um ano atrás, seriam necessários sete meses a mais. O pior trimestre para a comercialização de imóveis foi o quarto de 2016, quando o estoque era de 21 meses.
O Sul foi a única região com queda na venda de imóveis, embora de apenas 1,1%. Nas outras, as que mais apresentaram alta foi o Norte, com 40,7% a mais, e o Nordeste, com 34,7%. As vendas no Sudeste cresceram 16,4% e, no Centro-Oeste, 6,7%. De cada 100 imóveis vendidos na cidade de São Paulo, 40 foram do programa Minha Casa, Minha Vida.
Pelos números do CBIC, também é possível notar mais dinamismo no mercado imobiliário. O número de lançamento de imóveis mais que dobrou em relação ao primeiro trimestre do ano. Foram lançadas 24,5 mil unidades de abril a junho, contra 11,6 mil nos três meses anteriores.
As vendas foram maiores que os lançamentos, mas ainda insuficientes para repor o que está sendo vendido. A CBIC projeta que os lançamentos aumentarão entre 5% e 10% até o fim do ano, na comparação com 2017. As vendas devem crescer de 10% a 20%
%d blogueiros gostam disto: